Ver Lições

Página 4: A necessidade de um orçamento

/pt/controle-financeiro-familiar-e-pessoal/voce-se-controla-bem/content/

A necessidade de um orçamento

Com certeza você já ouviu falar em um orçamento! Mas talvez ainda não tenha feito um, ou não tenha tido a necessidade de saber como funciona. Nesta lição vamos tratar com muito cuidado deste tema.

Um orçamento é fundamental para que você tenha um controle efetivo dos seus gastos.

Aqui lhe mostramos como fazer e quais aplicativos podem lhe ajudar a ter um melhor controle financeiro.

Orçar significa avaliar, calcular, fazer estimativas e planejar. Um orçamento é uma tabela onde você planeja o que você gastará dentro de um mês ou numa quinzena. Também é possível fazer orçamentos semanais, diários e anuais, quanto mais planejado você for, mais chance terá de controlar seu dinheiro.

Mas só orçar não significa que seu dinheiro ficará bem empregado, é necessário seguir o orçamento, ou seja, colocá-lo em prática.

Conte com os imprevisto
Na sua tabela de orçamento é muito importante considerar as despesas que você pode ter com algum imprevisto, como, por exemplo, um medicamento extra, um acidente, a gente nunca sabe. Também devemos pensar em despesas sazonais, como um presente de natal, dias das crianças, dias dos namorados, um casamento, etc.

Planeje tudo
Ao montar seu orçamento você deve dedicar um bom tempo, não tenha pressa, faça com calma e bem feito. Só assim você poderá se lembrar de todas as despesas que você pode ter num mês. É muito importante contemplar tudo o que você gastará, e saber quanto você reservará para cada coisa. Também é legal marcar numa caderneta ou no celular o quanto você gastou no dia, mesmo que seja um cafezinho.

Seja Realista
Seja bastante coerente com os valores que você for projetar no seu orçamento, não adianta colocar um valor reduzido que você não conseguirá cumprir. Nem um valor muito alto que você não usará todo. Pense com cuidado o quanto vai planejar para cada coisa.

Cumpra com o que foi orçado
Como o seu orçamento foi muito bem-planejado e pensado, agora é só cumprir. Tente seguir à risca o que você planejou. Não ultrapasse o limite e se sobrar, ótimo, esse dinheiro você poderá guardar para o futuro. Se num determinado momento do mês você observar que pode ultrapassar o valor orçado em algum item, tente ver de qual outro é possível tirar ou como conseguir um dinheiro extra para não deixar o resultado final negativo.

Veja abaixo um modelo de orçamento mensal.

Modelo de orçamento

Vejamos agora o que devemos informar em cada parte do nosso orçamento.

Item: É onde descrevemos o que compõe nossas despesas mensais. Cada um deve, juntamente com sua família saber quais são suas despesas mensais.

Valor: Aqui devemos colocar o valor que será destinado para cada item. Lembre-se sempre de que a soma de todas essas despesas NÃO podem ultrapassar o valor das suas receitas.

Comentário: Caso sinta necessidade, coloque algum comentário complementar neste item para poder facilitar a identificação.

Receita:

Aqui você deve informar a soma total de seus ingressos líquidos, ou seja, tudo o que você receberá no mês que você está fazendo o orçamento. É importante informar o valor líquido, que já está com os descontos que por lei são retirados do salário, por exemplo, INSS, FGTS, etc.

Despesas:

É a some de todas as despesas que você projetou para o mês.

Saldo:

É o que sobra da sua receita quando você subtrai as despesas. Sempre é preferível que este saldo seja positivo, assim, você poderá guardar o dinheiro que sobrou. Caso seja negativo, você precisa rever os valores das despesas ou buscar um dinheiro extra para poder cobri-lo.

Como dissemos no início, fazer um orçamento completo e cumpri-lo corretamente lhe trará muitos benefícios.

/pt/controle-financeiro-familiar-e-pessoal/como-montar-um-orcamento/content/